Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 


Serão as subidas do Minho assunto para Homens?

por impressoemmeiahora, Sexta-feira, 24.09.10

O Ciclismo está na moda neste blogue. Se calhar até demais. Por isso, enquanto pensava onde iria (e vou) comer a minha pizza de hoje, assaltou-me uma dúvida que me desassossegou: afinal, andamos a subir alguma coisa que valha a pena? Será que o facto de não me conseguir mexer no fim de um dia dedicado às duas rodas se deve à dificuldade... ou ao avançar da idade? Fui fazer contas.

 

Uns "Nuestros hermanos", já citados neste blogue anteriormente (http://www.altimetrias.net/), apresentan-nos um método de cálculo do coeficiente de dificuldade de uma subida de acordo com o pendente médio de cada Km. Quem tiver curiosidade pode ir ao respectivo sítio ver como se calcula, mas tudo se resume no grafico que a seguir vos mostro. Basicamente, quanto maior o pendente maior o coeficiente de dificuldade, e isto de forma exponencial.

 

Afinal, as nossas subidas do Minho são alguma coisa de Homem? Podemo-nos vangloriar ou... deviamos ter vergonha?

 

Fui ver qual o coeficiente de dificuldade das mais famosas subidas do ciclismo Internacional e Nacional. Sendo assim:

 

Tourmalet 342

Monte Ventoux 380

Galibier 457

Houtacam 290

Alpe d'Huez 278

Angliru 515

Lagos de Covadonga 271

Senhora da Graça 160

Os 21.5Km da subida à Torrre pela Covilhã: 350

 

Agora que estamos orientados, vamos à realidade:

 

Senhora do Minho 124

Santo Antão 115

Arga de Baixo por Covas 78

Senhora das Neves 72

Orbacém por Âncora 57

Azevedo por Ancora 31

 

Dado que todas as subidas são feitas na mesma manhã, podemos dizer andamos doidos da cabeça... Andar a subir Tourmalets a Galibiers aos Sábados de Manhã com uns rojões bem regados no Cassana...Talvez o Domingueiro tenha razão: mais de 400 de Coeficiente de Dificuldade acumulado é um exagero... mas de facto:

 

É COISA PARA HOMENS!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por impressoemmeiahora às 20:58

16 comentários

De Barros a 30.09.2010 às 12:48

Mais uma vez fica demonstrado que eu sou a voz da razão deste grupo. Muito obrigado ao Impresso. E confirmo que vos irei enrabar na proxima etapa até ao sopé da montanha do costume. Nessa altura vou buscar o Tino e entretenho-me com ele.

De B.A. a 30.09.2010 às 21:54

"Nessa altura vou buscar o Tino e entretenho-me com ele."
Oh diabo...

De Abel a 01.10.2010 às 09:35

O uso do verbo enrabar já não fazia antever nada de bom.

Em suma: perante a incapacidade de se destacar em cima da bicicleta, procura redimir-se em cima do Tino. Triste mas esperado.

De Guga a 02.10.2010 às 10:27

Ora bem!
COnfesso de que a foto de entrada do site é linda! o indivíduo da esquerda com aquela cara de mau deixou-me logo entusiasmado pela subida do Minho!

mandem depois pormenores!

Brazileiro Estúpido

De Abel a 04.10.2010 às 00:20

Amigo Guga :
Antes de mais, bem vindo a este espaço completamente inútil. Existiram tempos em que por aqui se discutiram, ainda que sem grande brilhantismo, temas de alguma importância. Nos últimos meses, por incompetência ou porque simplesmente é mais espectacular, enveredou-se pelo achincalhamento pessoal. As bicicletas são apenas o meio encontrado de haver uma razão para esse achincalhamento.

Neste sentido, desde já ficas a saber que não podes ganhar numa primeira participação. São as regras da casa. Se ganhares não podes participar mais para além de te ser confiscada a bicicleta no cimo da senhora do Minho e vais a pé para casa. Para além disso, quem vem pela primeira vez paga o almoço no Cassana . És por isso muito bem vindo.

Um último conselho: Não entres em grandes conversas com o Cassete, as subidas já custam mas custam ainda mais com o queixume constante desse indivíduo.

De Acusador a 05.10.2010 às 10:48

Bom dia.

Relativamente ao 1ª comentário deste post:

O Só Treta queixa-se sempre, ameaça sempre mas...só treta.

E porquê?

Porque a subida é como uma droga, algo diferente:

- custa- e muito.
- não queremos voltar (mas como estamos agarrados...)
- dá prazer imediato - como as drogas, só quem lá foi é que sabe.
- é alucinogénica- a meio da subida...
- é para ricos e para pobres: equipamentos desde sucata até topo de gama.
- tem consequências físicas e psicológicas
- afecta principalmente os jovens - temos que aproveitar agora
- tem consequências sociais - ao contrário das drogas não cria decadência mas dá estatuto. Vejam o caso do Abel que desde que ganhou anda de cabeça erguida em Lisboa, frequenta ginásios de luxo, assina com o próprio nome, foi convidado para as comemorações do 5 de Outubro.

Assim, caro sr Só Treta- tu vais e vais subir. É mais forte que tu. A comida e bebida do tasco não têm o mesmo sabor se não fores lá cima.

De Prosinecki a 06.10.2010 às 11:53

Cheira-me a comentário do Tino a assegurar-se que não tem de aturar um certo indivíduo durante 1:30H sozinho...

De Excêntrico não, psicótico a 07.10.2010 às 19:56

Alguém viu a penúltima etapa da Vuelta deste ano?

Foi a subida à Bola del Mundo. Eu gravei, vi e vou rever. E posso mostrar a quem quiser ver. Que parede. Aquilo nem foi alcatroado. Com o cimento que sobrou de rebocar a parede da cozinha da Mª Consuelo, acimentaram o caminho das cabras do pastor Panchito.
Há uma parte em que só as motas é que podiam ir e cada corredor tinha apoio de uma mota onde o mecanico levava uma bicicleta as costas para substituir no caso de avaria. Na altura em que entram no nevoeiro, parece uma romaria de condenados, rumo ao desterro: mota da organização, bicicleta, mota de apoio, mota da camara, bicicleta, mota de apoio, mota da camara e meia dúzia de aficionados (Abel, sei que estavas lá!). Tudo de cabeça inclinada para o solo.
A meta era logo depois de uma curva e os ciclistas e os comentadores não se aperceberam que chegaram ao fim.

Impressionante.

É talvez equivalente às nossas tiradas: díficil, sobrehumano, amador, dá que pensar. Libertador.
PS: o Só Treta sente tudo isto mas não se apercebe e não consegue retirar o maximo prazer. Tenta negar mas, volto a dizer, é muito mas mesmo muito mais forte que ele.

De david a 23.02.2011 às 16:23

Ola. Gostei muito de ler este post, descobri por acaso.
Também costumo subir a sr. do minho todos os verões pelo menos uma vez com os meus amigos.
Gostei particularmente da analogia entre a subida e as drogas.

Quanto tempo vocês demoram a subir os 7kms ?

De Alberto Contador Velasco a 23.02.2011 às 18:22

Normalmente quando o vai o Tino, sem dúvida o mais rápido, a coisa faz-se em 25 minutos.

De Drogadito a 23.02.2011 às 19:24

A sério, a sério...tempo demais.
Tanto tempo que dá para rir, sofrer, pensar em desistir, parar, comer enquanto se pedala, pensar na vida, pensar que "hoje não chego lá".

Mas chegados lá acima...imparáveis!

De Federacion Espanola de Ciclismo a 23.02.2011 às 21:15

Desde hace algún tiempo hemos seguido el Impresso. No nos gusta ni un ápice las insinuaciones que se hacen con Alberto.

De xico a 23.02.2011 às 23:58

Nós nunca chegamos a subir. Tivemos receio do calor. É um bocado perigoso.

De Anónimo a 24.02.2011 às 15:25

25 minutos é rapido.
O melhor que fiz foram 30'40''.

Voces usam bicicletas de estrada?

De Polga a 24.02.2011 às 15:55

Alguns usam, mas nem assim são os primeiros.

De voces ja sabem quem sou a 24.02.2011 às 19:31

Se eles soubessem quanto custa não falavam assim...

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Hum hum...

  • Anónimo

    Quem não concorda com a existência do BE, deve con...

  • Anónimo

    O BdC não aproveitou o Leonardo Jardim, o Marco Si...

  • Anónimo

    Esse lugar nobre é do Benfica. Ou aceitas que seja...

  • O comuna

    O futebol é uma máfia. BdC ainda acaba na valeta.

  • Pó de Sirphoder

    Quem defende o Vieira é mau.Quem defende o Bruno d...

  • A hipocrisia

    Muito se fala do BdC, mas quando olho para os outr...

  • Abel

    Muito se poderia dizer. Mas tenho uma pergunta: co...

  • Turista

    Para quem coloca o turismo como uma fonte menor:ht...

  • Nostalgia

    Xiii... o que foram lembrar...





Links

Blogs quase medíocres mas expectaculares