Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 


Move Over, Iceland: The Azores Are the Hot New Adventure Destination

por impressoemmeiahora, Segunda-feira, 02.01.17

Sempre disse que os Açores era um paraíso altamente sub aproveitado. Existem lacunas significativas, principalmente ao nível da educação apesar de anos de bolsas e condições favoráveis para entrada no ensino superior, ainda estão longe de ser resolvidos.

 

Contudo, em minha opinião, a solução Açoriana estará no que vem de fora. Este ano nota-se já uma aposta de muitas empresas, ligadas principalmente à hotelaria, turismo de aventura, restauração, bem como grandes marcas do sector secundário e principalmente terciário. Este ano foi o primeiro, ainda com lacunas importantes pela incapacidade na adaptação à nova realidade. 

 

2017 será já contudo um ano mais consolidado, em que a oportunidade foi validada e está a ser agarrada com as duas mãos, principalmente por empresas extra Açores. O que é mais curioso é que não tenho a certeza que a maioria dos Açorianos partilhe desta vontade de crescimento, a inércia é significativa. Contudo, o mundo globalizado não vacila. A grande vantagem da região neste momento é mesma a existência de um Governo Regional, que mais do que na gestão de recursos, tem sabido proteger muito bem as paisagens da ilha, sendo praticamente impossível construir em qualquer zona nobre.

 

São 9 ilhas, todas elas difrentes, todas elas a valerem a visita, todas elas próximas. Um mercado exponencial cujo aproveitamento era nulo até agora. Perspectivo um case study mundial para o vai acontecer nos Açores nos próximos 5 anos.

 

A Blomberg escreveu isto a 10 de Novembro. Vão acertar em cheio.

 

https://www.bloomberg.com/news/articles/2016-11-10/azores-travel-guide-hotels-restaurants-adventure-tourism

 

A Association of British Travel Agents, provavelmente o mercado Europeu que mais influencia o turismo, decidiu realizar a sua reunão anual este ano em Ponta Delgada, com 600 operadores turísticos daquele país. 

 

http://www.publituris.pt/2016/12/29/acores-na-lista-destinos-dos-britanicos-no-proximo-ano/

 

Deixo-vos aqui dos dados de 2016. No fim de 2017, veremos o que aconteceu.

http://srea.azores.gov.pt/

Turism Açores.png

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por impressoemmeiahora às 13:15

24 comentários

De X a 05.01.2017 às 15:12

Já vos disse e continuo a dizer. O turismo não salva economias, não desenvolve regiões nem dá trabalho de jeito a ninguém. Serve apenas interesse de oportunistas.

De Agradecia mais informação a 05.01.2017 às 23:01

Obrigado. Agradecia mais informação sobre o tema.

De x a 05.01.2017 às 23:16

mais informacão? para que?
ja sabemos que aumentou o leite de vaca, a pesca e o abate de carne. 
Temos, portanto os mais modernos indicadores de desenvolvimento. 
falta saber se aumentou a merda que chega á ETAR, se houver ETAR...
(desculpa Abel, é uma compulsão)

De Anónimo a 07.01.2017 às 21:27

O turismo é uma atividade que serve apenas a oportunistas?..não dá empregos de jeito?...estás a falar a sério?


Claro que isoladamente, como por exemplo acontece em vários países de 3mundo, nada consegue mas mesmo nesses países pensa na diferença que é ter o turismo em termos de emprego, cultura e massa crítica.

De Abel a 06.01.2017 às 00:31

Fdx, ja fui chamado à conversa. Xico, em materia de conservação da natureza nao tens sequer parecido em Portugal. Por isso, quantas ETARs achas que existem cá?

De impressoemmeiahora a 06.01.2017 às 09:58

foste chamado à conversa porque o resto da malta anda a trocar fraldas e aquecer biberoboiões e mais ninguém me dá troco. E em matéria de conservação da natureza o que acho é que as condições dos Açores são únicas pelo clima e pelo desertificação. Se juntares turismo,  BUM, acabou. E turismo sustentável é coisa que não existe.

De Abel a 07.01.2017 às 19:56

Xico, por diversas vezes os Açores foram considerados dos melhores locais do mundo para turismo sustentável.

De Anónimo a 07.01.2017 às 21:30

Para mim é um problema ver a subida na compra de carros, um produto que desvaloriza imenso e cujo valor não é proporcional à função, ou seja, tem pouco valor acrescentado para a região.
Acontece o mesmo em Portugal, é deitar dinheiro ao mar.

De Abel a 07.01.2017 às 23:28

A compra de carros resulta em grande parte das rent a car que proliferam por ca. Em cada dia, estao cerca de 5000 nao residentes nos Acores. Muitos alugam carros. O valor vai descer em breve.

De Abel a 07.01.2017 às 23:31

Xico, o turismo em Portugal chega a 15% do PIB. Na Madeira chega a 25%. Cresce anualmente acima dos 10%. Concordo quando dizes que o turismo nao converte um pais. Mas, se o mesmo for organizado e diversificado, catalisa e de que maneira a economia.

De x a 09.01.2017 às 10:54

Mas neste país NADA É ORGANIZADO!


Adeus açores, nunca chegaste a cumprir o teu destino!Enquanto os homens te quiseram para produzir leite ainda te ias safando... agora o homem esta diferente. Inventa palavras e conceitos e repete-os incessantemente até fazerem um pentelho de sentido na cabeça das pessoas. Depois é só por a render... Turismo sustentável... LOL
E chamam à faculdade: educação superior! Nem tipos licenciados ficam imunes a este discurso. E passa-se o mesmo com o Sporting, num assunto bem mais estupido e em que bastava memória de curto prazo funcionar para saber que todos os clubes escondem resultados menos bons com as arbitragens.

De Abel a 10.01.2017 às 01:19

Não percebo o que queres dizer Xico.


Uma coisa é um país abandonar todas as suas actividades para se dedicar ao turismo. Outra, é aproveitar o turismo para potenciar as suas actividades. Se isto for o "turismo sustentável", porque não?

De Abel a 10.01.2017 às 14:19

Por exemplo, Xico, em Dezembro foram levantados 1.5 milhões de euros internacionais em caixas multibanco. São 1.5 Milhões que entram na economia local neste mês e não vejo como isso é mau.

De x a 11.01.2017 às 09:41

Entram e saem porque é tudo importado. Se não tiveres agricultura, fábricas e universidades esse dinheiro volta para quem produziu ou quem tem propriedade intelectual sobre esses produtos.

De Barrotes a 10.01.2017 às 22:28

Quem trabalha em restauração e hotelaria que venha aqui dizer a vida que é!


De resto concordo com o Xico.


Desde quando é que dar o cu é uma atividade sustentável?


Ah e tal dá para por comida no prato. Ok, até pode dar, mas a laxidão e o prolapso inevitável virá. E claro, só dura enquanto os outros tirarem prazer. Depois KAPUT!


De x a 11.01.2017 às 09:57

99% do turismo não acrescenta valor. No caso dos Açores parasita o património natural que vai ser sugado sem pedir licença às organizações que tu sabes serem ineptas, cegas e corruptas. O que esta a acontecer com os Açores, na minha opinião, tem a ver com o estrangulamento do cano do dinheiro publico. As pessoas começaram a mexer-se... antes havia sempre a grande teta do estado e agora secou.
Apenas uma reação que nada teve a ver com novas ou melhores condições para a actividade económica.
Os Açores são uma ilha no meio do nada. Nestas condições seria pecado capital ignorar as receitas do turismo. Mas não acrescenta valor. Por isso o turismo não deve ser glorificado. Tolera-se quanto se pode e nada mais.

Comentar post


Pág. 1/2



Comentários recentes

  • Anónimo

    O BdC não aproveitou o Leonardo Jardim, o Marco Si...

  • Anónimo

    Esse lugar nobre é do Benfica. Ou aceitas que seja...

  • O comuna

    O futebol é uma máfia. BdC ainda acaba na valeta.

  • Pó de Sirphoder

    Quem defende o Vieira é mau.Quem defende o Bruno d...

  • A hipocrisia

    Muito se fala do BdC, mas quando olho para os outr...

  • Abel

    Muito se poderia dizer. Mas tenho uma pergunta: co...

  • Turista

    Para quem coloca o turismo como uma fonte menor:ht...

  • Nostalgia

    Xiii... o que foram lembrar...

  • Anónimo

    Parece o Kursk!Ups! Esse é outro elemento aqui do ...

  • Anónimo

    Não pode ser. Temos de salvar este Salgueiros.





Links

Blogs quase medíocres mas expectaculares